Introdução O Autor Pergunte ao Professor Verbos Nossa Comunidade Bibliografias Contato
  Procurar no site:
  
  Página inicial
 Índice
  Acentuação gráfica
  Classe de Palavras
  Composição
  Concordância
  Conjunção
  Crase
  Estrutura do Vocábulo
  Figura de Estilo
  Fonética
  Formação da Palavra
  Frase
  Interjeição
  Interpretação
  Noções de Versificação
  Ortografia
  Pontuação
  Redação
  Regência
  Verbo
  Vicios da Linguagem
 Como Estudar Melhor
  Aprenda na sala de aula
  A arte de estudar
  Aprenda e ler melhor
  Faça Tranquilamente suas provas
 Comunidade
  Falando Português
 E-Book Download
  Modulos da Gramática da Lingua Portuguesa
  Comprar livro da gramática
 Pergunte ao Professor
de Mônica Campos






Ortografia

 

Vem do grego: ortho = correto

Graphia = escrita

Parte da gramática que ensina a escrever, corretamente, as palavras.

Podemos dizer: determina - se Ortografia a parte da Gramática que estuda a exata figuração dos sons, ou seja, a correta escrita dos vocábulos.

Tendo em vista um processo mais simples, vamos apresentar - lhe grupos de palavras nos quais você encontrará algumas bases para a sua ortografia. Em alguns casos só recorrendo às origens latina, grega, e outras quando tal se fizer realmente indispensável. O companheiro inseparável é o dicionário, pois nele buscamos o caminho certo da Ortografia, Etimologia, Sinônimos, Antônimos, Regência Verbal e Nominal.

No Português atual, 2002 segue-se o sistema ortográfico aprovado pela Academia Brasileira de Letras, em 12 de agosto de 1943 e as alterações efetuadas em 18 de dezembro de 1971.

 

ACORDO ORTOGRÁFICO DA LÍNGUA PORTUGUESA

VEJA  ABAIXO:
DECRETO Nº 6.584, DE 29 DE SETEMBRO DE 2008
DECRETO Nº 6.585, DE 29 DE SETEMBRO DE 2008
DECRETO Nº 6.586, DE 29 DE SETEMBRO DE 2008
LEI Nº 5.765, DE 18 DE DEZEMBRO DE 1971

 

DECRETO Nº 6.583, DE 29 DE SETEMBRO DE 2008.

Promulga o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, assinado em Lisboa, em 16 de dezembro de 1990.

         O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, inciso IV, da Constituição, e

Considerando que o Congresso Nacional aprovou, por meio do Decreto Legislativo no 54, de 18 de abril de 1995, o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, assinado em Lisboa, em 16 de dezembro de 1990;

Considerando que o Governo brasileiro depositou o instrumento de ratificação do referido Acordo junto ao Ministério dos Negócios Estrangeiros da República Portuguesa, na qualidade de depositário do ato, em 24 de junho de 1996;

Considerando que o Acordo entrou em vigor internacional em 1o de janeiro de 2007, inclusive para o Brasil, no plano jurídico externo; 

DECRETA:

Art. 1o  O Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, entre os Governos da República de Angola, da República Federativa do Brasil, da República de Cabo Verde, da República de Guiné-Bissau, da República de Moçambique, da República Portuguesa e da República Democrática de São Tomé e Príncipe, de 16 de dezembro de 1990, apenso por cópia ao presente Decreto, será executado e cumprido tão inteiramente como nele se contém. 

Art. 2o  O referido Acordo produzirá efeitos somente a partir de 1o de janeiro de 2009. 

Parágrafo único.  A implementação do Acordo obedecerá ao período de transição de 1o de janeiro de 2009 a 31 de dezembro de 2012, durante o qual coexistirão a norma ortográfica atualmente em vigor e a nova norma estabelecida. 

Art. 3o  São sujeitos à aprovação do Congresso Nacional quaisquer atos que possam resultar em revisão do referido Acordo, assim como quaisquer ajustes complementares que, nos termos do art. 49, inciso I, da Constituição, acarretem encargos ou compromissos gravosos ao patrimônio nacional. 

Art. 4o  Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. 

Brasília, 29 de setembro de 2008; 187o da Independência e 120o da República. 

LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA
Celso Luiz Nunes Amorim

DOU de 30.9.2008 

ACORDO ORTOGRÁFICO DA LÍNGUA PORTUGUESA 

Considerando que o projeto de texto de ortografia unificada de língua portuguesa aprovado em Lisboa, em 12 de outubro de 1990, pela Academia das Ciências de Lisboa, Academia Brasileira de Letras e delegações de Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe, com a adesão da delegação de observadores da Galiza, constitui um passo importante para a defesa da unidade essencial da língua portuguesa e para o seu prestígio internacional, 

Considerando que o texto do acordo que ora se aprova resulta de um aprofundado debate nos Países signatários, 

a República Popular de Angola,

a República Federativa do Brasil,

a República de Cabo Verde,

a República da Guiné-Bissau,

a República de Moçambique,

a República Portuguesa,

e a República Democrática de São Tomé e Príncipe, 

acordam no seguinte: 

Artigo 1o 

É aprovado o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, que consta como anexo I ao presente instrumento de aprovação, sob a designação de Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa (1990) e vai acompanhado da respectiva nota explicativa, que consta como anexo II ao mesmo instrumento de aprovação, sob a designação de Nota Explicativa do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa (1990). 

Artigo 2o 

Os Estados signatários tomarão, através das instituições e órgãos competentes, as providências necessárias com vista à elaboração, até 1 de janeiro de 1993, de um vocabulário ortográfico comum da língua portuguesa, tão completo quanto desejável e tão normalizador quanto possível, no que se refere às terminologias científicas e técnicas. 

Artigo 3o 

O Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa entrará em vigor em 1o de janeiro de 1994, após depositados os instrumentos de ratificação de todos os Estados junto do Governo da República Portuguesa. 

Artigo 4o 

Os Estados signatários adotarão as medidas que entenderem adequadas ao efetivo respeito da data da entrada em vigor estabelecida no artigo 3o

Em fé do que, os abaixo assinados, devidamente credenciados para o efeito, aprovam o presente acordo, redigido em língua portuguesa, em sete exemplares, todos igualmente autênticos. 

Assinado em Lisboa, em 16 de dezembro de 1990.  

PELA REPÚBLICA POPULAR DE ANGOLA
JOSÉ MATEUS DE ADELINO PEIXOTO
Secretário de Estado da Cultura 

PELA REPÚBLICA FEDERATIVA
DO BRASIL
CARLOS ALBERTO GOMES CHIARELLI
Ministro da Educação 

PELA REPÚBLICA DE CABO VERDE
DAVID HOPFFER ALMADA
Ministro da Informação, Cultura e Desportos 

PELA REPÚBLICA DA GUINÉ-BISSAU
ALEXANDRE BRITO RIBEIRO FURTADO
Secretário de Estado da Cultura 

PELA REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE
LUIS BERNARDO HONWANA
Ministro da Cultura 

PELA REPÚBLICA PORTUGUESA
PEDRO MIGUEL DE SANTANA LOPES
Secretário de Estado da Cultura 

PELA REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE
LÍGIA SILVA GRAÇA DO ESPÍRITO SANTO COSTA
Ministra da Educação e Cultura 

ANEXO I 

ACORDO ORTOGRÁFICO DA LÍNGUA PORTUGUESA

(1990) 

Base I

Do alfabeto e dos nomes próprios estrangeiros e seus derivados 

1o)O alfabeto da língua portuguesa é formado por vinte e seis letras, cada uma delas com uma forma minúscula e outra maiúscula: 

a

A

(á)

j

J

(jota)

s

S

(esse)

b

B

(bê)

k

K

(capa ou cá)

t

T

(tê)

c

C

(cê)

l

L

(ele)

u

U

(u)

d

D

(dê)

m

M

(eme)

v

V


A par ou Ao par ?
Algures - Nenhures
Antônimos
Ao encontro de ou de encontro a ?
Aonde - Onde
Cessão - sessão - seção - secção
Com nós ( com vós ) ou conosco ( convosco) ?
Conotação e Denotação
Dificuldades Mais Freqüentes na Língua Portuguesa
Em vez de ou ao Invés de ?
Emprego das Iniciais Maiúsculas
Escreve-se a fim ou afim ?
Exercícios sobre Ortografia Parte I
Exercícios sobre Ortografia Parte II
Exercícios sobre Ortografia Parte III
Exercícios sobre Ortografia Parte IV
Exercícios sobre Ortografia Parte V
Exercícios sobre Ortografia Parte VI
Formas Variantes
Formas Variantes
Gasto - ganho - pago
Há - a
Haja vista ou haja visto ?
Homônimos
Homônimos homófonos
Homônimos homónografos
Mais bem
Mal - Mau
Menos ou Menas?
Os símbolos das unidades de medida
Parônimos
Porque - Por que - Por quê - Porquê
Quite ou Quites?
Respostas do Exercícios sobre Ortografia
Se não ( separados ) Senão ( unidos )
Sinônimos
Uso da Letra " G "
Uso do " Ç " e do " C
Uso do " CH "
Uso do " e " & " i "
Uso do " H "
Uso do " J "
Uso do " S " com som de " SE" e o sibilado
Uso do " S " com som de " Z "
Uso do " SC "
Uso do " SS "
Uso do " X "
Uso do " Z "
Uso dos sufixos
Vi e Gostei do Carro ou Vi o carro e Gostei dele?




6489751 visitas ao site desde março de 2005.
Desenvolvido por Brasuca Websolution